SINGLES

Capa Você não Valorizou_Aíla.jpg
VOCÊ NÃO VALORIZOU (2021)
 
Single Água Doce_AÍLA_credito Estúdio Tereza e Aryanne.jpg
Capa Single_amor e sacanagem_3000x300px.
ÁGUA DOCE (2021)
 
AMOR e SACANAGEM (2020)
feat. Luísa Nascim
AÍLA_Capa_Single_Treme_Terra_Will_Love
CAPA TREME TERRA.jpg
TREME TERRA (2019)
TREME TERRA - REMIX (2019)

DISCOS

CAPA FINAL.jpg
SENTIMENTAL (2021) 

A música pop da Amazônia pulsa bem dentro da alma em “Sentimental”, terceiro disco de estúdio da cantora e compositora paraense Aíla. Nascida no bairro da Terra Firme, em Belém, a artista traz a música periférica do Norte num álbum que é uma avalanche rítmica - com brega, calypso, brega funk, pisadinha, pagodão - fincada na cultura brasileira. As letras são gostosas e diretas, com refrões chicletes e forte apelo popular. Com direção artística e musical da própria Aíla e um time de produtores de destaque, como Baka, Iuri Rio Branco, Gabriel Souto e Félix Robatto, “Sentimental” tem participações de Rincon Sapiência (SP),
Luísa Nascim (RN) e Keila (PA).

EM CADA VERSO UM CONTRA-ATAQUE (2016) 

Segundo disco da carreira de Aíla, “Em Cada Verso Um Contra-Ataque”, lançado em 2016 pelo edital Natura Musical, tem pegada artivista, canções próprias e de parceiros, além de uma inédita de Chico Cesar e outra em parceria com Dona Onete. Neste trabalho, ela investe em uma sonoridade pop, que flerta com as distorções do rock e ao mesmo tempo com os beats eletrônicos, reflexo também da conexão Belém – São Paulo. O disco discute temas urgentes, como feminismo e questões de gênero, e entrou nas principais listas de melhores do ano.

TRELÊLÊ (2012) 

Em seu disco de estreia, Aíla lança mão de múltiplas referências para fazer música com um pé na cultura tradicional paraense e outro no mundo, das sonoridades amazônicas até a multiplicidade da música pop. Um álbum que causa movimentos involuntários dos pés à cabeça, um verdadeiro tremelique, como o próprio título sugere. Uma mistura que dispensa rotulações, mas que se apresenta da melhor forma: despretensiosa, com gosto de novidade, para ouvir e dançar.